Chocolates Aspen: diversas opções para a Páscoa; confira os preços

Foto: Chocolates Aspen @ Facebook
Foto: Chocolates Aspen @ Facebook

Há mais de dez anos no mercado, a fábrica Chocolates Aspen é famosa pela sua excelência no atendimento a seus clientes e rapidez nas entregas. Com sede na Vila São José, em Itapetininga, é uma empresa familiar, fator que permite mais agilidade e flexibilidade para atender às necessidades dos clientes e buscar cada vez mais inovação em seus produtos.

Confira algumas das diversas opções para a Páscoa 2018:

chocolates aspen

Para fazer uma visitinha, o endereço é:

CHOCOLATES ASPEN
Rua Avelino Vieira da Silva, 251 – Vila São José – Itapetininga, SP
Telefone: (15) 3271-0975
www.chocolatesaspen.com.br

Horário de funcionamento:
Segunda a sexta das 9h às 18h
Sábado das 9h às 17


VOCÊ SABIA?

A tradição do Coelhinho da Páscoa foi trazida Natal para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e o início do século XVIII. No sul do Brasil, nas regiões bilíngues, o Coelhinho da Páscoa também é chamado de Osterhoos no dialeto Riograndenser Hunsrückisch, e Osterhase no Alemão padrão.

No Antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antiguidade consideravam o coelho como o símbolo da Lua, portanto, é possível que ele tenha se tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa. O certo é que os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução, e geram grandes ninhadas, e a Páscoa marca a ressurreição de Jesus Cristo, vida nova, tanto entre os judeus quanto entre os cristãos. Antes da décima praga que Deus mandara sobre o Egito, Deus pediu a Moisés que matasse um cordeiro e passasse o seu sangue nas portas das casas dos Hebreus, para que quando a praga da morte de todos os primogênito viessem não matasse nenhum dos israelitas. Segundo a Bíblia sagrada, Deus pediu a Moisés, o líder do povo israelitas na saída do Egito, que fizesse uma festa, e, essa festa foi justamente a páscoa. Por isso a páscoa é conhecida Biblicamente como “a festa da libertação”. Já no novo testamente, quando João Batista viu Jesus ele disse: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.” Por isso, para os cristãos, Jesus é o cordeiro pascal. Pois ele foi o único que com sua morte libertou a humanidade do cativeiro do pecado.

Existe também a lenda de que uma mulher pobre coloriu alguns ovos de galinha e os escondeu, para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram os ovos, um coelho passou correndo. Espalhou-se, então, a história de que o coelho é que havia trazido os ovos. Desde então as crianças sempre acreditaram no coelhinho da páscoa, a história que seus pais contavam para elas. O Coelhinho da Páscoa é a principal atração entre as crianças.

About Redação 303 Articles
E-MAIL: contato@olaitapetininga.com.br

Be the first to comment

Deixe uma resposta