Dormir bem é fundamental para o rendimento no trabalho

dormir sono
Foto: diariometro.com.ni

Ao dormir bem restabelecemos as energias gastas durante um dia agitado, consolidamos as memórias do dia anterior, organizamos o pensamento e exercitamos a criatividade, além de prepararmos o cérebro para as atividades do dia seguinte. O sono de qualidade é fundamental também para manter a produtividade. E quando se trata do trabalho, isso se torna ainda mais relevante, afinal realizar uma infinidade de tarefas com sono diminui o rendimento e pode levar o profissional a cometer erros ou, até mesmo, sofrer acidentes.

Segundo pesquisa da International Stress Management Association (Isma-BR), a média da jornada de trabalho de executivos tem sido de até 13 horas. Em comparação aos dados de 2010, essa jornada teve um aumento de três horas. Intensas cobranças, a agenda corrida, a sobrecarga de trabalho, o gradativo acúmulo de funções e o acirramento da competitividade são alguns dos motivos que, consequentemente, afetam a hora de dormir e acordar.

A redução do tempo ou a privação de sono produzem efeitos danosos ao organismo, incluindo prejuízos cognitivos, mau humor, cansaço, incapacidade de concentração, dificuldade para tomada de decisões, aumento de irritabilidade e da liberação do principal hormônio relacionado ao estresse, o cortisol. Dormir pouco também aumenta o risco de doenças, porque o sistema imunológico precisa de descanso para responder às ameaças com eficiência. Doenças como obesidade, diabetes e hipertensão podem ser desencadeadas pela falta de sono em longo prazo.

Portanto, é preciso ficar atento. Dormir pouco ou de forma inadequada, com a postura errada por exemplo, além de interferir no rendimento das atividades diárias, podem agravar processos como contraturas, osteoporose e má circulação. Para um descanso com mais qualidade é importante reavaliar alguns hábitos. Manter a posição correta é um dos cuidados que pode evitar problemas mais sérios na coluna cervical e favorecer o tempo de sono. O ideal é manter a coluna sempre alinhada com o tronco, a fim de melhorar a circulação sanguínea e facilitar os estímulos elétricos enviados pelo cérebro aos demais órgãos do corpo. Para dormir, a posição mais indicada é a de lado, sendo aconselhável sempre utilizar dois travesseiros: um para apoio da cabeça, em uma altura que se encaixe perfeitamente entre ela e o colchão, formando assim, um ângulo de 90 graus no pescoço. O outro deve ser usado entre os joelhos, que deverão estar preferencialmente semiflexionados.

*Por Renata Federighi, Consultora do Sono da Duoflex

About Redação 306 Articles
E-MAIL: contato@olaitapetininga.com.br

1 Trackback / Pingback

  1. Mau hálito pode estar relacionado à diminuição de salivação que acontece durante o sono | Olá, Itapetininga

Deixe uma resposta