Itapetininga recebe Ambiente Móvel

Projeto objetiva informar, discutir e encaminhar as pendências ambientais da região visitada
Projeto objetiva informar, discutir e encaminhar as pendências ambientais da região visitada

Na quinta-feira, 16/4, o Ambiente Móvel desembarcou no município de Itapetininga. A iniciativa da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SMA) tem por objetivo informar, discutir e encaminhar as pendências ambientais da região visitada. O evento começou às 14h30 com a apresentação, em salas separadas, de palestras pelos coordenadores dos órgãos que integram o Sistema Ambiental Paulista.

Na segunda parte do evento, às 16h30, os participantes se dirigiram ao auditório das Faculdades Integradas de Itapetininga para ouvir as mensagens da prefeita do município, Simone Marquetto, e do secretário do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, que foi a Itapetininga acompanhado do deputado Federal Guilherme Mussi.

Simone Marquetto agradeceu a escolha de sua cidade para o encontro regional do Ambiente Móvel e disse que sua gestão tem “um olhar diferenciado cada vez mais para o meio ambiente. Temos um compromisso mais do que sério de tirar do papel ações e colocá-las em prática. Nossa cidade tem 170 mil habitantes e nós estamos fazendo um trabalho voltado para o meio ambiente com um olhar diferenciado e o apoio da Secretaria do Meio Ambiente do governo do Estado tem sido de fundamental importância”.

“O Ambiente Móvel é uma ação voltada para o diálogo. Cada cidadão pode participar e propor soluções adequadas à melhoria ambiental do seu município.” Segundo Maurício Brusadin, esse é o objetivo do programa: levar a estrutura da pasta para determinada região e, com isso, encurtar a distância entre os municípios e o Sistema Ambiental Paulista.

Em Itapetininga, Brusadin reforçou a necessidade de os municípios se juntarem para encontrar a melhor solução para a destinação dos resíduos sólidos, uma das prioridades da sua gestão. “Os municípios precisam se organizar em consórcios e tratarem o lixo como geradores de energia, pois a velocidade da retirada dos recursos naturais do planeta é maior que o da reposição. E essa conta quem vai pagar são as futuras gerações”.

O público alvo do Ambiente Móvel foi composto por educadores da rede pública e particular, organizações não governamentais (ONGs), sindicatos, universidades, agricultores, pequenos proprietários rurais, prefeitos, entre outros. Os presentes tiveram acesso a palestras, oficinas e workshops, com temas direcionados, por exemplo, para guarda responsável de animais, reaproveitamento de resíduos, programa de uso público do Instituto Florestal, curso de poda e Sistema Estadual de Gerenciamento Online dos Resíduos Sólidos – SIGOR.

As palestras foram proferidas por técnicos da Coordenadoria de Educação Ambiental (CEA), Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), Coordenadoria de Fiscalização Ambiental (CFA), Coordenadoria de Planejamento Ambiental (CPLA), Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), Fundação Florestal (FF), Instituto Florestal (IF), Instituto Geológico (IG), Fundação Zoológico (Zoo), Polícia Ambiental e Programa Município VerdeAzul (PMVA).

A próxima parada do Ambiente Móvel será no dia 26 de maio em um município ainda a ser definido.

Texto: Dirceu Rodrigues
Fotos: Léo Ceoldo

About Redação 306 Articles
E-MAIL: contato@olaitapetininga.com.br

1 Trackback / Pingback

  1. Instituto Federal abre inscrições para cursos técnicos | Itapetininga Notícias

Deixe uma resposta