Mercado de beleza masculina cresce 7% ao ano

Barbearias e salões de beleza diversificam serviços para conquistar a clientela masculina. Foto: PEGN
Barbearias e salões de beleza diversificam serviços para conquistar a clientela masculina. Foto: PEGN

A vaidade, por muitas vezes, foi atribuída como característica exclusivamente feminina. Dados recentes provam que não: com um crescimento da ordem de 7% ao ano, o mercado de beleza voltada ao público masculino expõe uma mudança de comportamento. Responsável por 35% dos gastos com higiene e cuidados pessoais, os homens representam 30% da clientela dos salões de beleza.

Se antes os cuidados básicos eram feitos em casa, atualmente os salões recebem notável público masculino para tingir os cabelos e fazer as unhas, além de outros procedimentos como depilação e massagens corporais. As antigas barbearias também inovaram ao se transformar em sofisticados espaços masculinos de beleza, diversificando os seus serviços.

O homem contemporâneo dá importância com boa aparência e cuidados específicos. Serviços como para homens que se preocupam com marcas de expressão, redução de medidas abdominais e procedimentos de rejuvenescimento, são frequentadores assíduos de academias, consultórios de cirurgiões plásticos e clínicas de estética estão em alta.

Esta mudança de comportamento é visível na plataforma de relacionamentos Meu Patrocínio, cuja proposta é aproximar “Sugar Daddies” ( homens maduros e bem-sucedidos) de “Sugar Babies” (jovens atraentes e ambiciosas que procuram por alguém que apoie os estudos e carreira, fornecendo estrutura emocional e financeira).

Jennifer Lobo, CEO e fundadora da plataforma Meu Patrocínio, considera que “a figura daquele cinquentão afável, com muito tempo livre, o “vovô” da nossa memória afetiva, deu lugar a homens maduros, charmosos, sarados e extremamente sedutores. É o que mais registramos em nosso site. A mudança não se refletiu só na aparência, mas nos cuidados com a saúde física, na necessidade de estar sempre antenado com as novas tendências, acompanhando e sendo agentes de transformações comportamentais que irão impactar as próximas gerações”.

O mercado está em alta mesmo em Itapetininga: muitas barbearias aderiram ao estilo “retrô”, servindo cervejas e até design de sobrancelhas. O custo para montar uma barbearia pequena gira em torno de R$ 50 mil, segundo informações do UOL. Ainda é necessário calcular os pré-operacionais para a constituição da empresa, como despachante, contador, reforma e adequação do imóvel, alerta a consultora do Sebrae. É importante, ainda, ter um capital de giro.

Sobre Redação 354 Artigos
E-MAIL: contato@olaitapetininga.com.br

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta