Novembro Azul é estímulo contra tabu e preconceito

Campanha de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata conta com apoio do Senac São Paulo

O sinal de alerta precisa estar ligado o ano todo. No entanto, novembro foi escolhido para ser o mês de intensificação das campanhas para lembrar os homens da importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A iniciativa ganha ainda mais importância diante da constatação de que os homens, de uma forma geral, vão menos ao médico do que as mulheres. E a falta de prevenção pode ser fatal.

O câncer de próstata é a segunda maior incidência de neoplasia nos homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. É o que aponta o Instituto Nacional de Câncer (INCA). “A incidência da doença é alta e a presença de homens nos consultórios é baixa. Por esse motivo, é extremamente válido todo esforço para conscientizar, desmistificar e reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce”, afirma Fernanda Arruda de Góis, docente da área de saúde do Senac Itapetininga.

Ela diz que uma boa parte dos homens ainda não tem consciência da gravidade da doença. Some-se a esse desconhecimento a vergonha de realizar o exame de toque retal, alvo de comentários discriminatórios. “O medo sobre o que podem ouvir de amigos e parentes ainda é grande. Por conta disso, alguns homens deixam de receber o diagnóstico precoce do câncer de próstata e coloca em risco a própria vida e a tranquilidade da família”, ressalta.

Fernanda acredita que o acesso cada vez mais fácil à informação e a intensificação das campanhas do Novembro Azul tendem a provocar uma mudança no comportamento dos homens, tornando-os mais conscientes e menos preconceituosos com os cuidados necessários para o combate à doença. “Com o passar dos anos, a tendência é que o tabu e o preconceito diminuam”, afirma.

Sintomas e diagnóstico

Em sua fase inicial, o câncer de próstata tem evolução silenciosa. Praticamente, não apresenta sintomas, o que dificulta a descoberta da doença. Por esse motivo, são recomendadas visitas periódicas ao médico. Quando os sintomas aparecem, os sinais mais comuns são a dificuldade de urinar e, ao mesmo tempo, vontade de ir ao banheiro mais vezes durante o dia ou à noite.

Se diagnosticado no início, o câncer de próstata tem grandes chances de cura. Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podem levar à morte. A maioria, porém, cresce de forma lenta e não chega a dar sinais e nem a ameaçar a saúde do homem, segundo o INCA. Para homens com histórico da doença na família, a recomendação médica é fazer o exame sanguíneo do antígeno prostático específico (PSA) e do toque retal a partir dos 45 anos. Os demais devem iniciar os exames após os 50 anos.

Fernanda lembra que a campanha de conscientização e prevenção do câncer de próstata conta com apoio do Senac São Paulo. A docente destaca que, durante todo mês de novembro, são realizadas diversas ações com o objetivo de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde e procurar o médico com mais frequência. As fachadas de algumas unidades também são iluminadas à noite com um tom azulado para chamar atenção para a campanha.

Serviço:

Senac Itapetininga

Endereço: Rua Dom Joaquim, 495 – Centro – Itapetininga/SP

Informações: www.sp.senac.br/itapetininga

Comente